Monday, May 30, 2016

A Alegria De Ser Criança

A Alegria De Ser Criança
Já passava das 10h30min Maria Tereza estava na cozinha como mais um dia de rotina, de tarefas domésticas, começando a preparar o almoço. Esse momento era importante, nada lhe trazia mais ânimo do que ver a mistura dos alimentos. Lavar, cortar, temperar e cozinhar...


Sua filha, Clarinha, brincava no quarto embora já a tinha chamado, várias vezes, para tomar banho e se arrumar para ir à escola, mas a menina continuava a tagarelar no meio as bonecas, roupas, brinquedos e a música. Entre uma panela e outra, um corte no frango e uma mexida no feijão Maria Tereza se, pois a ver o que tanto a filha estava a brincar sozinha, chegando à porta percebeu a  distração da menina , a felicidade em seus  olhos  que muito lhe chamou a atenção.  Ao entrar perguntou:

- Clarinha, que tanto fazes no meio de tanta bagunça. Não viste que já esta chegando a hora de ir para a escola?

A menina lhe respondeu:

- Estou brincando de sonhar!

-Mas Clarinha, brincando de quê? ? ?  A hora já está a passar o seu compromisso maior é com a escola. É lá que você vai aprender a ser alguém na vida. A ter uma profissão e aí sim a se colocar a sonhar...

- Mãezinha os sonhos para serem sonhos reais e nos levarem a longe precisam ser exercitados e tudo começa aqui. Dentro do meu coração. Pensar, sonhar e alcançar... Quando eu vou para a escola sem dúvida lá está o caminho de eternizá-los, mas é aqui dentro do meu quarto, que eu imagino que posso ser uma bailarina, uma aeromoça, às vezes penso em ser uma enfermeira ou médica, já tenho até os meus pacientes que vou tratando com muito carinho... Assim, mamãe, como a Senhora que ao levantar já pensa no almoço e começa a organiza- lo aí aos poucos vai transformando todo o alimento em algo tão gostoso capaz de nos deixar tão feliz!  Que lindo mamãe é saber transformar!

A mãe sem fala se, pois a refletir após ouvir tamanhas palavras de uma menina de apenas 10 anos de idade, no quanto ela a tinha feito se sentir tão especial, naquele momento, pois a dureza da vida havia roubado a sua alegria em valorizar a sua capacidade de transformar!
Sem dúvida, para a mãe, os dias passaram a ser mais saborosos e felizes após descobrir que também no meio da cozinha, perdida e esquecida, diante a toda alquimia dos ingredientes, lá bem escondido no seu coração transformava ideais em realidade...


Gisele Pontes.


"...Ainda tem tempo de viver melhorÉ nas pequenas coisas que Deus falaO pai que vê o filho crescerDescobriu o melhor da vidaÉ dentro de casa que o céu começaNas pequenas coisas de quem amaE não perde tempo Quem ama não perde tempo"

(Pe. Andre Luna)

No comments:

Post a Comment